Buscar
  • robsoncardoso9

A Educação como empreendedorismo social!

Nem cursinho particular, nem popular! Agora o empreendedorismo social toma conta da Esquema Pro.


Uma grande disputa que toma os debates entre empresários e governos é o fato de se produzir sem prejudicar o Meio Ambiente! Sobretudo indústrias ou as produções em larga escala, que desencadeia grandes cargas e lotes de logística, pessoas e matéria prima.

A Educação sempre foi um ato de resistência e luta, muitas vezes de boicote, mas sempre social! Por ora feita como instrumento de manutenção do status quo, outra por ser uma ferramenta de reprodução das elites dominantes... agora chega como diversa, ampla e abrangente, queremos dizer, para muitos, em muitos lugares e para diversos fins, a Educação sobrevive!

Com a massificação da internet, redes sociais e a divulgação em banda larga por inúmeros dispositivos, é gerada a cada hora muita informação! Dados são replicados, arquivos e imagens multiplicados e em questão de instantes, cruza o mundo! Assim, a Educação precisa se reinventar.

Em Ribeirão Preto, os estudantes encontram 2 formas de estudar e se preparar bem para as grandes provas e concursos, sendo o cursinho popular, geralmente movido por voluntários, sem grandes estruturas e material precário (provido por doações), ou então, cursinhos particulares, que pelas estruturas enormes, custam muito caro e são inacessíveis.

Agora, empresários de variados setores buscam conciliar a sustentabilidade de seus negócios, com a manutenção de ecossistemas. A Educação não pode fugir disso! Então, estreou-se uma novidade quente e que pode mudar os rumos de muitas pessoas, de negócios e até mesmo da cidade: um cursinho preparatório como empreendedorismo social.

A começar gerando impacto expressivo, seguindo um modelo pioneiro de gestão, o modelo de negócio da Esquema Pro surge inovador desde o projeto, seguindo de perto as práticas que se costumam fazer nos grandes vales comerciais! Queremos dizer, mesclar soluções que geram mudanças nas realidades de pessoas ou comunidades, geralmente vulneráveis, trazendo oportunidades, momentos de superação, atendimento personalizado e preservação de costumes e tradições locais.

Um local onde alunos podem se desenvolver e se tornarem estudantes, colaboradores interessados e com um regime de trabalho que é atraente para suas formações, professores que atuam em suas áreas de docência, conseguem imprimir uma rotina que seja mais contemporânea, pragmática e libertadora, trazendo autonomia e grande satisfação para os envolvidos e então, mais segurança para prestar provas e concursos.

Diferente de organizações sociais, não se pode criar uma empresa que só viva de doações, porém, não visar o lucro somente, os produtos e serviços prestados na Esquema Pro, conseguem ter uma amplitude imensa e com preços acessíveis. A administração torna-se alvo de atenção e corresponde a uma nova forma de pensar a gestão das empresas, elevando sua flexibilidade e competitividade no mercado.

A Esquema Pro, através de seus cursos preparatórios, não está atendendo uma demanda do mercado somente, mas como empreendedora social, tomou uma iniciativa para resolver um problema, atender uma necessidade social, percebida em sua localidade, na comunidade onde estamos e atuamos: ofertar ensino e preparo de qualidade, com estrutura e excelentes professores sem cobrar caro por isso!

Um ponto importante a se perceber é que tendo um grande prédio e localização privilegiada, estrutura de salas e computadores, áreas de descanso e lazer, livros e apostilas espalhadas por todo o cursinho, o empreendedorismo social marca posição por se garantir atemporal e não algo pontual, que visa somente um momento ou espaço.

Seguindo as palavras de Klaus Schwab, idealizador da Fundação Schwab:

“Empreendedores sociais são pioneiros em abordagens mais sustentáveis e inclusivas para modelos de negócios. Essas pessoas têm provado como empregados, clientes, fornecedores, a comunidade e o meio ambiente podem ser beneficiados quando todas as partes interessadas estão envolvidas na criação de valores socioeconômicos.” Portanto, Ribeirão Preto em seu bairro Ipiranga, recebe a primeira unidade da Esquema Pro, atendendo pessoas de todas as classes sociais, com o intuito de proporcionar aos alunos um ambiente favorável de estudo e de aprendizado, com turmas reduzidas e metodologia própria, para que suas chances de ingresso sejam aumentadas. Na prática, o empreendedorismo se dá quando oferecemos preços muito abaixo do mercado, trazemos uma alternativa ao baixo índice de escolaridade da região, atendemos e propiciamos Educação de qualidade para todos os públicos, uma estrutura abrangente e acolhedora para que todos os estudantes de todas as classes sociais, tenham condições de estudar e ingressar na vida acadêmica.

Se o empreendedorismo social surgiu para suprir demandas que não são cobertas pelo Estado ou pelo Município, atendendo, em especial, necessidades de populações vulneráveis, em novembro de 2020, abrimos as portas da Esquema Pro possibilitando um esquema de vida aos estudantes. Com professores capacitados e engajados para o acesso de todas as classes nas principais universidades!

A Educação deve cumprir o seu papel de libertar as pessoas! O empreendedorismo nessa área vem então como um desafio aos antigos costumes e desdém estatal, logo, a missão é ficar desenvolvendo uma proposição de valor social e trazendo inspiração, criatividade, ação direta, coragem e fortaleza, desafiando assim a hegemonia do estado estável. Em Ribeirão Preto como amostra de todo o Brasil esta equação educacional está longe de se equilibrar, mas a Esquema Pro sendo uma nova opção de estudos e preparos como o projeto vem se mostrando, traz orgulho e oportunidade para contribuir na vida de pessoas que se modificam e então, podem mudar o mundo!


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo